Cartas para Julieta

Cerca de 819 frases e pensamentos: Cartas para Julieta
Cartas para Julieta é um filme norte-americano lançado em 2010 e estrelado por Amanda Seyfried (Sophie), uma aspirante a escritora que encontra uma antiga carta de amor e se aventura numa viagem em busca do amor de juventude de uma avó viúva (Vanessa Redgrave)

A verdade sobre Romeu e Julieta

Sabem porque Romeu e Julieta são ícones do amor? São falados e lembrados, atravessaram os séculos incólumes no tempo, se instalando no mundo de hoje como casal modelo de amor eterno?
Porque morreram e não tiveram tempo de passar pelas adversidades que os relacionamentos estão sujeitos pela vida afora. Senão provavelmente Romeu estaria hoje com a Manoela e Julieta com o Ricardão.
Romeu nunca traiu a Julieta numa balada com uma loira linda e siliconada motivado pelo impulso do álcool.
Julieta nunca ficou 5 horas seguidas esperando Romeu, fumando um cigarro atrás do outro, ligando incessantemente para o celular dele que estava desligado.
Romeu não disse para Julieta que a amava, que ela especial e depois sumiu por semanas. Julieta não teve a oportunidade de mostrar para ele o quanto ficava insuportável na TPM. Romeu não saia sexta feira a noite para jogar futebol com os amigos e só voltava as 6:00h da manhã bêbado
Julieta não teve filhos, engordou, ficou cheia de estrias e celulite e histérica com muita coisa para fazer.
Romeu não disse para Julieta que precisava de um tempo, que estava confuso, querendo na verdade curtir a vida e que ainda era muito novo para se envolver definitivamente com alguém.
Julieta não tinha um ex-namorado em quem ela sempre pensava ficando por horas distante, deixando Romeu com a pulga atrás da orelha.
Romeu nunca deixou de mandar flores para Julieta no dia dos namorados alegando estar sem dinheiro.
Julieta nunca tomou um porre fenomenal e num momento de descontrole bateu na cara do Romeu no meio de um bar lotado.
Romeu nunca duvidou da virgindade da Julieta. Julieta nunca ficou com o melhor amigo de Romeu.
Romeu nunca foi numa despedida de solteiro com os amigos num prostíbulo.
Julieta nunca teve uma crise de ciúme achando que Romeu estava dando mole para uma amiga dela.
Romeu nunca disse para Julieta que na verdade só queria sexo e não um relacionamento sério, ela deve ter confundido as coisas.
Julieta nunca cortou dois dedos de cabelo e depois teve uma crise porque Romeu não percebeu a mudança.
Romeu não tinha uma ex- mulher que infernizava a vida da Julieta.
Julieta nunca disse que estava com dor de cabeça e virou para o lado e dormiu.
Romeu nunca chegou para buscar a Julieta com uma camisa xadrez horrível de manga curta e um sapato para lá de ultrapassado, deixando- a sem saber onde enfiar a cara de vergonha...
Por essas e por outras que eles morreram se amando...

"Querida Claire,
‘E’ e ‘se’ são palavras que, por si, não apresentam nenhuma ameaça. Mas, se colocadas juntas, lado a lado, elas têm o poder de nos assombrar a vida toda. E se… E se… E se…
Eu não sei como a sua história terminou, mas se o que você sentia naquela época era verdadeiro amor, então nunca é tarde demais. Se era verdadeiro então, por que não seria agora? Você só precisa de coragem para seguir seu coração.
É difícil imaginar um amor como o de Julieta, um amor que nos faça abandonar entes queridos, que nos faça cruzar oceanos. Mas eu gostaria de acreditar que se eu um dia sentir esse amor, terei coragem de perseguí-lo. E, Claire, se não o fez naquela época, espero que ainda o faça um dia. Com todo amor, Julieta."

''presta atenção,presta atenção,presta bastante atenção...
eu moro em Londres uma cidade histórica,linda e vibrante na qual eu amo viver.Você mora em New York que é super estimada.
como o atlântico é largo demais para atravessar todos os dias a nado,de barco ou de avião,vamos decidir isso na moeda.Mas se você não quiser aceitar isso eu deixo Londres com todo prazer se você estiver me esperando do outro lado,porque a verdade é que eu te amo...loucamente,profundamente,verdadeiramente e apaixonadamente''

Todas as Cartas de Amor são Ridículas

Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.

Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.

A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente
Ridículas.)

CARTAS DE AMOR

Ah! As Cartas de Amor!...
Não existem poemas mais belos,
nem canções mais lindas do que as cartas de amor!

E elas podem ser simples,
podem ser descoladas,
podem não ter mais que quatro ou cinco linhas,
mas sempre serão lindas,
perfeitas,
maravilhosas,
e sublimes,
pelo simples fato
de serem Cartas de Amor!

Cor-respondência


Remeta-me
os dedos
em vez de cartas de amor
que nunca escreves
que nunca recebo.
Passeiam em mim estas tardes
que parecem repetir
o amor bem feito
que você tinha mania de fazer comigo.
Não sei amigo
se era seu jeito
ou de propósito
mas era bom
sempre bom
e assanhava as tardes
Refaça o verso
que mantinha sempre tesa
a minha rima
firme
confirme
o ardor dessas jorradas
de versos que nos bolinaram os dois
a dois
Pense em mim
e me visite no correio
de pombos onde a gente se confunde
Repito:
Se meta na minha vida
outra vez meta
Remeta.

Frases do Livro Cartas a um jovem poeta...

Não busque por enquanto respostas que não lhe podem ser dadas, porque não as poderia viver.

Viva por enquanto as perguntas. Talvez depois, aos poucos, sem que o perceba, num dia longínquo, consiga viver as respostas.

... Desejo que encontre bastante paciência em si para suportar e bastante simplicidade para crer; que confie cada vez mais no que é difícil, entre outras coisas na sua solidão. No restante deixe a vida acontecer. Acredite-me : a vida tem razão em todos os casos.

Toda dúvida pode se tornar uma qualidade se a educarmos...

HUMILDADE

Tanto que fazer!
livros que não se lêem, cartas que não se escrevem,
línguas que não se aprendem,
amor que não se dá,
tudo quanto se esquece.

Amigos entre adeuses,
crianças chorando na tempestade,
cidadãos assinando papéis, papéis, papéis...
até o fim do mundo assinando papéis.

E os pássaros detrás de grades de chuva.
E os mortos em redoma de cânfora.

(E uma canção tão bela!)

Tanto que fazer!
E fizemos apenas isto.
E nunca soubemos quem éramos,
nem pra quê.

Essas coisas, você sabe. Parece que não consigo entrar em nada. Tudo travado. Todas as cartas tomadas. Eu não me ligo em política nem religião, nem seja lá o que for. Realmente não sei o que está acontecendo por aí. Não tenho TV, não leio jornais, nada disso. Não sei quem está certo ou errado, se é que isso existe.

“Agora eu tô te amando quietinha, sem mandar cartas, sem discar o seu número, sem passar em frente a sua casa. Afinal do que adianta gritar pra meio mundo ouvir o quanto nós temos que ficar juntos se você não é capaz de mover um dedo pra que isso seja possível? De quê adianta eu dá píti quando mais uma menina idiota vem pedir seu telefone recusando todas as suas circunstâncias (que só eu sou obrigada a lembrar), se você não dá um passo em minha direção pra que elas vejam pra onde o seu destino aponta? De quê adianta ter toda a certeza do mundo de que eu sou a mulher da sua vida se eu não faço parte da sua vida?!

[…] Você ama aquela petulante. Você escreveu dúzias de cartas que ela não respondeu, você deu flores que ela deixou a seco.
Você gosta de rock e ela de chorinho, você gosta de praia e ela tem alergia a sol, você abomina Natal e ela detesta o Ano Novo, nem no ódio vocês combinam. Então?
Então, que ela tem um jeito de sorrir que o deixa imobilizado, o beijo dela é mais viciante do que LSD, você adora brigar com ela e ela adora implicar com você. Isso tem nome.

“ Eu moro em Londres, uma cidade histórica, linda e vibrante, a qual eu amo morar. E você mora em Nova York que é super estimada.. como o Atlântico é largo demais para atravessar todos os dias, a nado, de barco ou avião, vamos decidir na moeda, mas se você não quiser aceitar isso, eu deixo Londres com todo o prazer, se você estiver me esperando do outro lado, porque a verdade Sophie, é que eu te amo, loucamente, profundamente, verdadeiramente e apaixonadamente. ”

Quem disse que Romeu e Julieta não pode se tornar realidade?

Século XXI, Aaaah… Como as coisas estão diferentes não é mesmo? Às vezes você pode até pensar “Ela diz como se já tivesse vivido séculos atrás”. Embora eu não tenha vivido, sei algumas coisas, afinal, filmes, livros, internet estão aí pra isso né? Para viajarmos no tempo. Existiu o tempo em que os pais escolhiam o futuro marido das meninas, houve também a época em que os meninos que pediam para namorar as meninas. Mas, daqui à alguns anos, vamos dizer que o século XXI era época de que? de ficar, de beijar -somente. A época onde meninas de 13 anos estão grávidas? A época onde os que namoram são cafona, os que ficam são populares e os que casam… haha.

Podem me chamar de brega ou qualquer coisa do tipo, mas eu vou continuar acreditando no amor verdadeiro, onde uma pessoa fica realmente, completamente, apaixonado. Onde não se “fica” somente pra preencher mais um nome na lista enorme, mas sim onde há amor.

Acredito em histórias onde terminam com finais felizes. Sei que o meu também será. Não fico correndo atrás, espero que venha até a mim e eu tenho absoluta certeza que o que tiver que acontecer vai acontecer. Então pra que querer apressar as coisas?

Sinto lhe arrancar as asas
Gostaria de compartilhar
A dor de tua queda,
É morte o que vem depois de vida
E fim o que vem depois de começo.

E a itinerária aliança que nos une
É o que corrompe meu coração,
Tragado me sinto no momento
Que em ti penetro,
A hemorragia se torna densa.

Confuso fico ao tentar expressar
Só posso dizer que te amo
Mas contigo não da para ficar

É obsessivo,
É obsceno,
É mórbido,
É imoral...

Sou uma eterna apaixonada. Romântica, sonhadora e tola. Mando flores, escrevo cartas, digo que gosto. Tenho medo, às vezes me bate um receio, mas acelero, não puxo o freio de mão. É claro que me protejo. Se vejo que estou embarcando numa viagem catastrófica… pulo fora mesmo! Pulo dentro ou fora. Pulo dentro se acredito, boto fé e sinto reciprocidade. E saio correndo quando percebo que a coisa não é bem assim, que o que realmente existe é uma sombra, uma interrogação. A gente sempre espera ver tudo com clareza, só que em matéria de sentimentos… nem tudo é transparente. Quando eu era mais jovem ia sem medo, sem vergonha na cara e com coragem. Mas o tempo passa, a gente aprende, fica com alguns calos e certas marcas. E percebe que o principal é o nosso bem-estar. É duvidoso? Eu tento, mas não insisto mais. Sou uma eterna apaixonada. A diferença entre o antes e o hoje é que antes eu me apaixonava por tudo e hoje me apaixono todos os dias primeiro por mim. O outro vem depois. E tem que valer muito a pena. Se valer, parabéns, me entrego de olhos fechados, coração nas nuvens e muito amor no peito, pra dar, vender e emprestar.

Outro dia eu estava lendo uma matéria sobre amizade numa revista aqui de São Paulo e vi que muita gente já não acredita tanto em amizade verdadeira. E a verdade é que essas pessoas tem seus motivos. Eu próprio vez ou outra penso em pender pra esse lado. Mas tenho um punhado de amigos dos quais eu não conseguiria abrir mão. Pessoas que entraram na minha vida e que eu faço um esforço danado para mantê-los perto de mim, mesmo que nos encontremos separados por alguns quilômetros. Amigos especiais que, mesmo que eu não queira investir em outras amizades daqui pra frente, não conseguiria esquecer nunca. São meus amigos ANJOS, que se aborrecem comigo e com os quais eu também me aborreço de vez em quando. No final, o que sobra desses nossos aborrecimentos é o que, no nosso caso, pode ser chamado de AMIZADE. E amizade é isso! Mas voltemos ao artigo.

Na minha opinião, o que vem desconstruindo o conceito de amizade é a banalização da mesma. As pessoas começaram a delirar que o segurança que elas conheceram na casa de show e pediu para ser adicionado no Facebook é um amigo. Me desculpem se estou jogando água fria na fervura, mas não é amigo não!!!

Nem o segurança da casa de show; nem o cobrador de ônibus; nem o caixa do supermercado; nem o garçom ou garçonete do barzinho; nem o cabeleireiro; nem o açougueiro; nem o colega de trabalho; nem a moça na fila do banco. Não, não são amigos o policial, o gari, o cantor com o qual tiramos uma foto no restaurante, o caminhoneiro que acabamos de conhecer e nos fez dar umas boas risada contando uma piada engraçada lá do sul. Não, essas pessoas não são amigas, são só pessoas que conhecemos no nosso dia-a-dia. A amizade, a verdadeira, não se faz assim, como um cachorro quente numa barraquinha na frente de um estádio de futebol.

Amigo de verdade é aquele que pensa em você, que se preocupa com você. É aquele para o qual você pode correr nos momentos complicados da vida com a certeza de que ele vai te acolher, seja com um abraço acalorado, um conselho, uma palavra de incentivo, de apoio, e até mesmo, acredite, com um puxão de orelha. É isso mesmo, um puxão de orelha! Porque amigo é pra isso: para nos pôr nos trilhos quando nos sentimos descarrilhados.

Amigo não é só aquele que nos fala coisas bonitas, mas também aquele que nos abre os olhos dizendo a verdade, mesmo que ela nos cause um pouquinho de dor. É esse o tipo de amigo que eu valorizo na minha vida, que eu preciso pra minha vida, porque é esse o tipo de amigo que eu tento ser para as pessoas que eu escolho como amigas.

As pessoas que se preocupam com nós, que nos são amigas de verdade, não devem ser colocadas no mesmo pacote onde foi colocada uma pessoa que acabamos de conhecer num baile funk, numa borracharia, ou sei lá onde. Quando fazemos isso, das duas uma: ou não somos amigos daqueles que sabemos ser nossos amigos de verdade ou simplesmente não valorizamos as nossas amizades.

QUE DEUS ILUMINE CADA UM DOS AMIGOS QUE TENHO (E SÃO POUQUÍSSIMOS). E QUE ELES NUNCA ESQUEÇAM QUE PODEM SEMPRE CONTAR COMIGO.

EU, POR VOCÊ, SERIA CAPAZ DE DAR A MINHA VIDA!

Meu anjo, bom dia!
Espero que suas ferias tenham sido povoadas de muita paz, alegria e diversão. Que você tenha beijado e abraçado muito seus heróis e todos da sua familia; e que todos vocês tenham experimentado dias de grande felicidade. Se tudo ocorreu dessa forma, e eu espero sinceramente que sim, tenho certeza que você retornou para Americana muito mais iluminada do que quando partiu.

Eu não sei bem a quanto tempo nos conhecemos, mas confesso que ter te conhecido foi algo maravilhoso. Muito aprendi com você e nada te apagará do meu coração. Você se tornou uma das páginas mais importantes da minha história. Uma página que eu faço questão de ler todos os dias da minha vida, para que você esteja sempre presente nos meus pensamentos.

Minha amiga, como vocé já sabe, o que eu sinto por você não é só amizade. Eu até gostaria que fosse, assim não estaria sofrendo tanto desejando algo que eu não posso ter.

Te peço desculpas por está te abrindo novamente meu coração. Da última vez que resolvi fazer isso, quase te perdi pra sempre. Você havia sido pega de surpresa. Mas acho que agora é um pouco diferente. Acho que nesse meio tempo aprendemos o bastante para não cometermos os mesmos erros bobos do passado.

Da mesma formar que estou escolhendo as palavras com mais responsabilidade, tenho certeza que você é inteligente o suficiente para dar a elas a atenção que elas merecem e interpretá-las da forma mais adequada possível.

Enfim, preciso me afastar um pouco para não sofrer tanto quando finalmente aparecer a pessoa que terá o privilégio de acordar todos os dias ao teu lado. Eu não sei quem será o sortudo, mas confesso que já estou morrendo de inveja dele. Ele vai ter na sua vida a mulher que eu peço a Deus todo os dia que fisesse parte da minha. Só em pensar nisso meu coração se enche de tristeza.

Espero que ele possa te dar pelo menos metade do carinho e do amor que eu sinto por você. Porque eu, por você, seria capaz de dar a minha vida. TE AMO.

São Paulo, 21 de junho de 2015, às 14:28

Eu, já não sou eu...já não sou o mesmo corpo, nem a mesma alma, quanto mais a mesma pessoa!
Sou um ser sofrido, sem sentido, sem paz, e sem rumo...
Às vezes, pergunto o porquê de tanta dor e tanta infelicidade!
Onde está alegria da minha paz?
Onde está o brilho dos meus olhos?
Será que alguma vez reparaste no brilho, quando estava feliz? Sim, um brilho de felicidade. Quando estam tristes, ficam baços...
Pois é, acho k nunca
reparaste...
Onde está o meu ser e a minha razão de viver? E viver para quê?
O que me motiva?
Porque raio nasci?
Porquê tanta dor?
Porquê?
Porquê?...
Percebo o porquê de tantos suicídios...
O desespero é uma arma poderosa!
Claro que não faz sentido viver...triste e só!

" Preciso descobrir quem é você quando não estais comigo e quem sou eu quando estou longe de você.
Preciso saber se quando estamos longe pensamos um no outro com a mesma intensidade que não desgrudamos nossos lábios quando estamos juntos.
Preciso saber se é isso mesmo o AMOR, e se é correspondido da mesma maneira por mim e por você!Já que não quero mais sofrer e fazer você sofrer.
Mas, mesmo sabendo que preciso de respostas para isso tudo, mesmo assim ouso-me a dizer:
- Te amo muito e quero você pra SEMPRE!!!!"

Sempre fui uma pessoa muito fechada, nunca fui de expressar o que eu sentia e nem fazer questão de ter alguém ali comigo sempre. Tinha uma visão sobre relacionamentos muito destorcida, nem romantica e carinhosa eu era. Aí foi eu conhecer você pra tudo isso mudar. Comecei a querer ter alguém do meu lado sempre, comecei a sentir necessidade de expressar o que eu sentia tanto com palavras quanto com gestos. Me apaixonei por você tão rapido, deve ter levado apenas dias. Adorava ficar com você horas no telefone antes de dormir, conversando sobre coisas totalmente avulsas, que serviam de um pretexto só pra ouvir a sua voz por horas e horas. Você chegou quebrando todas as regras e de uma forma tão intensa que fez tudo acontecer muito rápido e em menos de 4 meses já estavamos namorando. Me encantei pelo seu jeito romantico, de me cativar todos os dias, pelo seu jeito palhaço de tentar me fazer rir em qualquer situação, seu jeito protetor… Mudei tanto desde que começamos a namorar, cresci acredito. Hoje eu acredito em um relacionamentos verdadeiros, que entre duas pessoas pode sim existir algo especial apesar de todos os desentendimentos e brigas.
Tive certeza que era você quando eu lutei contra o que eu sintia pra tentar te esquecer e não importava o que eu fazia tudo me lembrava você. Tenho certeza que é você.
Amor, obrigada por esse 1 ano ao meu lado, por todos os momentos juntos, por cada riso, cada alegria. Quero muito mais anos com você. Nunca vou desistir de lutar pelo nosso amor, porque sei que ele é verdadeiro. Não importa o que as pessoas digam. O que importa é que você esteja do meu lado, só isso. Sou tua hoje, amanhã e sempre. ♥