Poeta Nelson Martins

1 - 25 do total de 249 pensamentos de Poeta Nelson Martins

No universo das estrelas o poeta
No universo da poesia as estrelas!

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Mais que tudo nessa vida, ainda o amor me conforta
E para o ódio, eu tranco a porta!

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Porto;
Ando torto/
Por ruas tortas//
Por olhares tortos//
Por palavras tortas//

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Sou como tantas árvores que secam
Em meio à multidão.
Mas renasço a cada amanhecer
Com um novo amor no coração!

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Quando alguém canta

Quando alguém canta
Os pássaros se espantam nas árvores
As flores exalam seus perfumes no ar
- Como por encanto.

Quando alguém canta
As lágrimas se recolhem no peito
De quem ama, o coração se cala
- Como por encanto.

Quando alguém canta
Na lembrança de um ser humano triste
Só um sorriso dança...
Tudo se encontra/E se desencontra
- Como por encanto.

Quando alguém canta.

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Homens; pequenas esferas...
Trabalhando no relógio, MUNDO.

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Tudo que me restará nessa vida
Serão fragmentos
De um amor sem fim...

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Uma mente nos livros
Não é uma mente presa
Mas sim uma mente livre!

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Saúde Pública?

Em conta-gotas anda a Saúde Pública?...
Em conta-gotas d’Água...
Em conta-gotas de Sangue...
Em conta-gotas de Lágrimas.

Poeta Nelson Martins

Passagem

O beija-flor beijou a flor...
E foi embora...
Então ela a flor, feliz ficou.

A abelha beijou a flor...
E foi embora...
Então ela a flor, mais feliz ficou.

A borboleta beijou a flor...
E foi embora...
Então ela a flor, tomada
por tanta felicidade não notou.

O homem beijou a flor...
E foi embora... e a levou...
Então ela a flor... triste chorou!

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

A poesia pode ser breve

A poesia pode ser breve, como luz...
Nos olhos de quem a ler, por um instante.

-E eterna no coração, como fogo...
Na alma de quem com ela quer morrer
Amando-a eternamente.

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Tenho mil e uma idéias
E uma só vontade
De mudar o mundo
Mas essa vontade
É maior que todos
Os meus sonhos.

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Embora me digam... Que meus olhos são azuis
Eu ainda vejo as coisas em preto e branco.
Mais preto do que branco.

Poeta Nelson Martins

Sou só poeira

Eu sou só poeira
Deixado na madeira
Deixado pelo vento minuano
No tempo... No Pampa
E quando ele quer me ver
Sofrer novamente
Ele volta me abraça...
E simplesmente
Leva-me para outra madeira

O mesmo vento que me da o ar
Que me tira o ar!

Eu sou só poeira
Deixado pelo amor
Deixado no vento minuano
Perdido no tempo
Perdido no Pampa
E quando ele quer me ver
Sofrer novamente
Ele volta e me abraça...
E simplesmente leva-me
Para os braços de outra pessoa

O mesmo amor que me da o ar
Que me tira o ar!

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Na solidão;
Às vezes a escuridão faz-se luz...

Poeta Nelson Martins

Cansei de ver a mesma paisagem
Vou fechar a janela,
do meu quarto, que dá para Oeste.
E abrir uma que dá para Leste...

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

De todas as armas que o ser humano usa.
A língua é a que te mata mais lentamente.

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Não são seus espinhos que me ferem por fora
Minha dor maior... É seu perfume
Que suavemente enlouquece-me por dentro!

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Embora o buraco do poço que eu me encontro
Seja fundo ou muito profundo
Assim mesmo, eu ainda quero
Uma corda para laçar a lua, e me libertar
Dessa escuridão.

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

4 Passos do amor

(1) Passo ele te cega
(2) Passo ele te corta
(3) Passo ele te sangra
(4) Passo ele te mata!

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Não busque só colher flores no jardim do vizinho
Busque também colher amizade...
As flores murcham, secam e morrem
Em pouco tempo.
Já a amizade tem uma vida longa
Mesmo que não duram muitas primaveras
Seja verdadeiro...
Ou seja! Seja você mesmo.

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Pai Filho

Meu passado... Sinto frio
Ter, aquele a admirar
Mas o senhor me ignora
Me expõe a esmolar
Sinto fome
Fala, fala meu coração
De carinho, de amor
Mesmo sangue no interior
Porque nada me dizia

Suspiro? Cigarro revolta
Mais um dia que a cigarra assovia
Seu canto sozinha
A ponto de explodir
Seca seus olhos
Mas não quer, se dividir
Em palavras
Pai Filho
Que liberdade muda
Tens que ter um sentimento profundo

Porque nada me dizia
Brigas, saindo fora de si!
Possuído bebia
Há pontas de cigarro no chão
Que perfuras meu pulmão
Meu coração
Aos poucos me sinto chão
Perdoai-me Pai
Numa palavra
Há um novo verão
Para libertar-se,
e me chamar de filho

Porque nada me dizia
Só sofria... E eu sentia.

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Ser criança nesse mundo é ser um eterno aprendiz
Do tempo das coisas lindas da vida!!!

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Ruas estreitas espreitam-me o olhar
Prefiro viajar o olhar na lua
Liberta-me a imaginação.

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

AMOR ETERNO? SÓ POESIA!

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins