maysa muniz, afeto interestelar

Encontrados 7 pensamentos de maysa muniz, afeto interestelar

em alguns momentos é necessário
que você junte seus próprios cacos, que se acalente no seu
próprio amor e que divida a vida
com você mesma, porque quase
sempre, no final do dia, você
acaba sendo tudo que tem.

maysa muniz, afeto interestelar
Inserida por maysamuniz

não deixe que comparem amor
com abuso ou controle
porque são coisas diferentes

enquanto o amor constrói
o abuso quebra e te deixa aos cacos

maysa muniz, afeto interestelar
Inserida por maysamuniz

no fim do dia, é no teu peito que quero acalmar meus medos e é na tua nuca que quero respirar aliviada por saber que sempre vai estar tudo em paz, até mesmo quando o mundo grita pelo caos e o barulho é tudo que conseguimos ouvir. embora eu saiba que a calma da nossa sintonia é tudo que precisamos para alimentar o que permitimos florescer em nós. eu sei que basta colocar os meus olhos sobre os teus pra ter certeza de onde devo permanecer e ancorar quem eu sou. eu não sinto vontade de sair daqui, mesmo que em alguns momentos o ficar seja incerto a ponto de fazer o meu peito queimar por desespero. eu não sinto vontade de sair daqui, mesmo que estejamos sujeitas à sujeira do mundo. mas eu não me importo. eu andaria por ruas contaminadas de ódio se soubesse que o seu olhar de paz me encontraria assim que eu dobrasse a esquina.

maysa muniz, afeto interestelar
Inserida por maysamuniz

o corpo humano é formado por 7 octilhões de átomos
são 27 zeros à esquerda
e as matérias mais abundantes do nosso corpo são
o carbono, oxigênio, o nitrogênio, hidrogênio e o fósforo
e apesar de não se tocarem, todos eles combinam entre si
e precisam um do outro
mas isso ainda não me interessa
porque agora eu quero que você entenda a estrutura de um átomo: ele é formado por prótons, nêutrons e elétrons
cargas positivas, neutras e negativas
então, se somos formados pela totalidade dos átomos,
nós carregamos em nosso ser original as partes positivas e negativas do universo, certo?

baby, o que eu quero te dizer é que
nós somos feitos de erros e acertos
e que um automaticamente não anula o outro
porque assim como os átomos
nós precisamos do nosso lado negativo
nós precisamos da nossa escuridão e das nossas sombras
porque não somos feitos só das partes iluminadas
não somos feitos só do bom
não somos feitos só da luz
nós somos a combinação perfeita e infinita de nós mesmos
(mesmo que tenhamos errado)

por isso nunca se esqueça de pegar seus defeitos no colo
e dizer que os ama também
porque eles são importantes para o que hoje você é

e você é incrível

maysa muniz, afeto interestelar
2 compartilhamentos

você me pede afeto
mas o teu me aprisiona
e muitas vezes eu não consigo respirar
então eu não posso te abraçar
porque eu tenho medo
de você me querer tanto
tanto
tanto
ao ponto de fazer com que eu me anule

porque eu tenho medo
e a minha existência precisa de liberdade
mas apesar de ser parte de você
eu não posso mais te habitar
apesar de ser parte de você
eu preciso aprender a ser eu

porque eu tenho medo
e você me fez submergir
num mar de amor e fúria
de mel e sangue

porque eu tenho medo
mas eu preciso sair de você
porque eu não posso mais me esconder
atrás dos seus sonhos e dos meus machucados
das suas vontades e das minhas dores

então é por esse motivo que eu estou
te descolonizando de mim

e eu sinto muito por te amar tanto
mas descobri que eu preciso me amar mais

maysa muniz, afeto interestelar
Inserida por maysamuniz

colocar pontos finais em amores ainda reais nem sempre vai ser fácil porque se trata quase que da retirada de um pedaço de você. então vai doer, arder e a vontade de relutar vai falar mais alto até você conseguir entender que o que merece ocupar seus espaços deve ser bonito. e o seu passado foi bonito sim, e nada nesse mundo irá mudar isso, mas hoje, nesse momento, não há mais beleza em torna-lo presente. e é exatamente por esse motivo que você precisa do seu próprio ponto final. você tem a capacidade de fazer isso sozinha. todos temos. e dizendo por experiência própria: ainda não é simples. eu precisei finalizar alguém em mim e isso ainda me dói a cada vez que eu lembro. me dói porque o fim não foi desejado, mas ele se fez necessário. e eu precisei me colocar como prioridade pra entender que eu não dependia de mais uma conversa pra concluir um ciclo. eu não precisava de um último abraço, olhar ou beijo. eu só precisei de mim. e eu me encontrei, ali, expulsando um pedaço meu, lançando coisas fora e limpando todo o espaço para que eu me inteirasse novamente. mas hoje, apesar de incomodar quando lembro, tá tudo bem. eu finalmente encontrei a paz do fim. e eu só precisei de mim.

maysa muniz, afeto interestelar
Inserida por maysamuniz
1 compartilhamento

a gente precisa sim deixar algumas coisas pra trás, porque o mundo acaba não sendo sobre o que ou quem você carrega, mas sobre o que você é e o que você quer.

e o primeiro ponto para saber o que fazer acerca disso é: você não precisa carregar uma bagagem que não é sua, porque no final do dia só você vai sentir todo o peso que isso te causa. sendo assim, só você pode decidir o que é melhor a fazer.

segundo ponto: tá tudo bem em se sentir melhor dando adeus à partes de você que estão em outras pessoas. você tem esse direito. todos nós temos.

terceiro ponto: você não é obrigado a permanecer em lugares ou em pessoas que não te fazem bem. mais uma vez: só você pode decidir o que é melhor pra si.

por fim, saiba que seguir acaba não sendo sempre uma escolha. muitas vezes é a única opção. e também não tem problema nisso. você é livre. teu caminho também. vá.

maysa muniz, afeto interestelar
Inserida por maysamuniz