Abraão Marinho

Encontrados 13 pensamentos de Abraão Marinho

A IGNORÂNCIA E A LUZ

As trevas vieram me acariciar a ignorância,
Indeciso, não pude deixá-la partir,
Pois a dúvida está na escuridão das nuvens
E a chuva dá lugar à lágrima perdida.

Nas vestes da extensa clausura do dia
Busquei respostas no obscuro da alma,
E delas, soaram o profundo silêncio,
Inquieto e triste, que gritara, em calma:

Não me prenda em liberdade!

Tive que deixá-la partir lentamente,
Um ósculo perdurou na mente;
Um raio separou-me dela
E de repente pude viver...

Encontrar-me-á vestida de cetim,
Ignorar-te-ei com a profunda solidão;
A verdade está acima do sol, que clareia
O fim do túnel, na interna prisão.

Não me prenda em liberdade.

Itacoatiara-AM, 10 de abril de 2019.

Abraão Marinho
Inserida por poetaabraaomarinho

FRASE ÚTIL

Palavras são apenas simples gestos,
São apenas simples, nada nos céus,
São dores, insignificantes réus,
São flores calmas nos enredos certos.

Palavras quando ditas com censura
Machucam incógnitas verdadeiras,
Quando ditas sem pensar nas figueiras
Perduram ecos de plena clausura.

Palavras esquecidas no ar úmido
Secam-se com lembranças no dia frio.
Lembram-se no fim, o começo cálido.

Palavras exprimidas ao meu fel
Estão adocicadas de venturas
E aliteradas com fósseis úteis.

Abraão Marinho
Inserida por poetaabraaomarinho

O tempo nos cega quando esquecemos de viver.

Abraão Marinho
Inserida por poetaabraaomarinho

Os pensamentos têm sua morada em nossa essência, e nossa essência se abriga à alma como um pássaro se abriga no ninho de sua majestosa mãe.

Abraão Marinho
Inserida por poetaabraaomarinho

Fracassado não é aquele que perdeu uma luta, mas aquele que desistiu da guerra.

Abraão Marinho
Inserida por poetaabraaomarinho

Não deixe que os percalços da mente te façam cair no primeiro degrau, mas também não se engane com os falsos degraus.

Abraão Marinho
Inserida por poetaabraaomarinho

FIM

Hoje eu poderia morrer tranquilo
Ou simplesmente nascer novamente,
Poderia continuar ainda sozinho
E encontrar os suspiros, lentamente.

Poderia dizer ao sublime vazio
O quanto completou o meu ser,
O quanto inspirou-me ao infinito;
Assim, o quanto me ajudou a escrever.

Escrever sobre o obscuro da mente,
Explorar o ímpeto do triste poeta,
Traçar o imaginário da afagada alma,
Onde o que se vê é agonia da dor dispersa
E a morte predestinada, em nada, de repente.

Disseste às flores que desaparecessem
Quando o segundo sol viesse a emergir,
As pinturas retratavam sua chegada
E o que antes significava a longa estrada,
Agora representava o singelo e doce fim.

Itacoatiara-AM, 13 de agosto de 2019.

Abraão Marinho
Inserida por poetaabraaomarinho

Algo me diz que não é impossível o Papai Noel existir enquanto houver pessoas que acreditem que o socialismo funciona...

Abraão Marinho
Inserida por poetaabraaomarinho

De tanto sonhar, vejo que quando nada está dando certo, preciso agir.

Abraão Marinho
Inserida por poetaabraaomarinho

Espero que ao menos na morte alguém diga que meus versos ainda têm mais vida que nunca, pois são transcendentais.

Abraão Marinho
Inserida por poetaabraaomarinho

Desinformação não é uma mentira, são meias verdades.

Abraão Marinho
Inserida por poetaabraaomarinho

Quem se abriga na superficialidade nunca conseguirá sentir a mensagem de uma poesia profunda, tampouco compreender o primeiro verso...

Abraão Marinho
Inserida por poetaabraaomarinho

O que diferencia e eterniza um líder é justamente a forma em que o mesmo dá vida, não apenas às suas palavras, mas às ações. Nesse caso, há autenticidade e garra no lugar de falsidade e hipocrisia.

Abraão Marinho
Inserida por abraao_cavalcante